Milton Dacosta

Niterói, RJ, 1915 – 1988


Pintor, desenhista, gravador e ilustrador, Dacosta é um dos principais representantes da abstração geométrica no Brasil. No início de sua trajetória pintou marinhas, paisagens e retratos sob a influência de movimentos pós-impressionistas e especialmente de Paul Cézanne (1839-1906). Em 1931, integra-se ao Núcleo Bernardelli*.


No final dos anos 1940, produz as séries Figuras e Naturezas-Mortas em que está presente uma geometrização da figura e do espaço, influência cubista. Esses trabalhos mostram o conflito da clareza da estrutura ao mesmo tempo em que revelam a subjetividade do artista nas cortes densas e opacas das pinturas.